22.02.16 | Escrito por: O Bom de Viajar

Belém de A a Z

Das mangueiras ao carimbó, as maravilhas da cidade porta de entrada da Amazônia

Belém de A a Z

 

Terra do açaí, da sorveteria Cairu (hmm o sorvete de castanha do Pará), do tradicional unha com suco de bacuri, do tacacá. Lugar onde a chuva tem horário marcado para começar e terminar. Todos os dias entre 15h e 17h. Podem acreditar!

 

 

Do calor escaldante e do incrível pôr do sol na baía do Guajará. Finalmente, chegamos em Belém, capital paraense.

 

 

Venha curtir um dos lugares mais exuberantes do país, com as dicas de quem realmente conhece a cidade e sabe o que ela tem de melhor para oferecer: os belenenses.

 

Belém de A a Z

 

Aromas, sabores, ritmo e crenças fazem de Belém, no Pará, uma cidade única

 

 

Pôr do sol e música!

 

 

Para entender o lifestyle de Belém, comece pelo Centro Histórico, apreciando o incrível pôr do sol às margens da baía do Guajará e, de quebra, ouça uma boa música no Bar Palafita. Indispensável no roteiro de qualquer turista que queira encontrar gente bonita, elegante e sincera, num clima super descontraído.

 

 

Dica de amigo: adoramos o lugar nas tardes de domingo. 😀

 

 

Ah, os aromas de Belém!

 

 

Quem gosta de aromas naturais, não pode deixar de visitar o Mercado Ver-O-Peso, maior feira livre da América Latina, onde as ervas e banhos perfumam os corredores do lugar.

 

 

Além das ervas da Amazônia, é fácil encontrar no mercado artesanatos marajoaras, artigos para presentes, souvenirs, sem falar na exótica e peculiar gastronomia, pratos e frutos tradicionais da mesa de um legítimo paraense.

 

 

E tem cerveja de cupuaçu, gente!

 

 

Pertinho dali fica o lindo Estação das Docas, que abriga diversas lojas e restaurantes com especialidades brasileiras e mundiais. O centro de entretenimento, às margens da baía do Guajará, também é lar da premiada cervejaria Amazon Beer e de suas criações. Tem cerveja de açaí, cupuaçu, taperebá e outros frutos típicos paraenses. Ao chegar, já peça para fazer uma degustação. É gratuita! 😉

 

 

O Amazon Beer é ótimo para quem quer conversar ou fazer um programa mais descontraído com os amigos, assim como os barzinhos e pubs: Dom Bar, Dom Baretto, Old School Rock Bar, Studio Pub, Black Dog English Pub, entre outros.

 

 

Belém de A a Z

 

Na balada!

 

 

Para quem curte a noite, Belém não decepciona. Principalmente aos finais de semana quando a cidade fica repleta de programas e festas para todos os gostos.

 

 

O bar Mormaço não pode ficar de fora do roteiro dos festeiros. As sextas do mormaço são bem famosas entre os jovens da cidade por serem bem ecléticas, com bandas que tocam do pop rock ao pagode. Pra quem gosta de balada eletrônica a lugar é o Pink Elephant, para curtir música sertaneja passe no Villa Aurora ou Lamusique, do pop ao jazz vá ao Café com Arte, e, para fechar, um bom samba de raíz é na Casa D’Noca.

 

 

Refresque-se!

 

 

Chegou à cidade e também gostaria de tomar um refrescante banho de rio? A melhor pedida é o restaurante Saldosa Maloca, que fica do outro lado do rio. A travessia até o restaurante custa, em média, R$ 6,00 (ida e volta) e indicamos fazer reserva de mesa com antecedência. O resto é considerado o melhor restaurante das Ilhas do Combú, por isso lota cedo. Seja rápido!

 

 

Há também quem queira tomar um banho de praia e que esteja planejando dar uma esticadinha até a Ilha do Mosqueiro. A “bucólica”, como é conhecida, é ótima para quem quer ter dias de tranquilidade e paz. A viagem até a ilha demora, no máximo, duas horas e meia por meio terrestre (ônibus ou carro particular).

 

 

Protetor solar a postos e vamos lá!

 

 

No mês de janeiro, Belém completou 400 anos e tem construções e acervos históricos importantes. Pra quem curte conhecer novos lugares a pé, aqui vão as dicas:

 

 

Os passeios podem começar com uma visita guiada pelo Theatro da Paz, construído durante o auge do ciclo da borracha e uma das principais atrações turísticas da cidade por sua imponência arquitetônica. Outro lugar bacana é o Museu de Artes de Belém, o MABE, que tem exposições de artes e um rico acervo de mobílias e gravuras da época da colonização da cidade.

 

 

No Centro histórico, vale a pena conhecer o complexo Feliz Lusitânia. Este abriga as primeiras construções da cidade, como o Forte do Castelo, Igreja de Santo Alexandre, Casa das 11 Janelas e a Igreja da Sé.

 

 

Belém da fé!

 

 

A programação melhora ainda mais durante o Círio de Nazaré (no mês de outubro), quando a cidade ganha um colorido a mais com shows gratuitos pelo Centro histórico e programações especiais. As atrações agradam desde os mais novos até os promesseiros, que vêm de diferentes lugares do país para prestigiar uma das maiores festas religiosas do mundo.

 

 

Para ficar de boa!

 

 

Belém possui seis excelentes opções de hospedagem, todos da rede BHG. O conforto está garantido! Oh sorte!

 

 

– Tulip Inn Belém Batista Campos

 

 

– Tulip Inn Belém Nazaré

 

 

– Golden Tulip Belém

 

 

Gastronomia singular, pôr do sol de tirar o fôlego, pessoas que te fazem se sentir em casa.

 

Um pedacinho do Brasil único e especial. Vem para Belém! Porque O Bom de Viajar é experimentar.

 

Belém de A a Z