04.11.16 | Escrito por: O Bom de Viajar

Que tipo de mala você é? Por Pedro Neschling e Vitória Frate

E a vida que uma viagem ensinou

Que tipo de mala você é? Por Pedro Neschling e Vitória Frate | O Bom De Viajar

Em comum a profissão, os gatos Hashi e Dexter, o apartamento no Rio (e em Lisboa, Portugal), a rotina corrida… Uma vida. O casal de atores Pedro Neschling e Vitória Frate, entre tantas outras coisas, também dividem muitas viagens.

 

Há seis anos eles fizeram a primeira trip juntos, uma incrível viagem a Mala Mala, na África do Sul. De lá pra cá, entre idas e vindas por aí, vários destinos, muitas histórias, grandes transformações e amor, é claro.

 

O Que tipo de mala você é?  vem contar um pouco mais sobre esse casal, que traz no DNA o gosto por viajar e que busca na simplicidade o verdadeiro significado do bom viver.


Uma mala cheia de vida, inspirações e muita transformação

 

 

Nem holofotes, nem glamour, nem badalação… Curtir a vida com simplicidade e aproveitar ao máximo todo o tempo livre são alguns dos bens mais preciosos para os multifacetados Pedro Neschling e Vitória Frate.

 

Após uma temporada na Europa, morando em apartamentos pequenos (que não passavam de 50m²) e tendo à disposição apenas uma mala de roupas, o casal se deu conta que alguma coisa precisava mudar em suas rotina. Ao voltar ao Brasil,  viram que toda infraestrutura que mantinham era muito maior do precisavam: casa grande, dois carros, muitas roupas… Tudo isso dava muito mais trabalho do que prazer. A viagem foi transformadora para os dois!

 

Que tipo de mala você é? Por Pedro Neschling e Vitória Frate | O Bom de Viajar

 

Aprendemos que nosso tempo era muito mais valioso que nossas coisas. Então tomamos coragem e começamos a mudar tudo.

– Vitória

 

 

 

Mudança de profissão, mudança de endereço… Mudanças para uma vida muito boa e mais simples. 🙂

 

E pra contar um pouco sobre essa e outras histórias do casal, Vitória reservou um tempinho exclusivo pra bater um papo com a gente. Não é demais?!  

 

Com vocês, uma dupla que traz na bagagem muitas trips, inspiração e amor.  

 

 

 

Que tipo de mala você é? Por Pedro Neschling e Vitória Frate| Africa do Sul | O Bom de Viajar

 

O Bom de Viajar: Viajar parece ser uma grande paixão de vocês, certo?! E a primeira vez juntos foi num safári pela África do Sul… Certamente uma experiência marcante. Contem um pouco pra gente como foi essa expedição. Já deu pra sacar que seriam grandes parceiros de estrada?

 

Vitória Frate: Certíssimo. Eu e Pedro temos viajar no nosso DNA. Crescemos viajando o mundo com os nossos pais. Mas, ao contrário de mim, Pedro só viajava para trabalhar. Ele é muito workaholic e eu sou muito “férias-holic” rsrs. Aos poucos fui começando a mudar isso nele que, hoje em dia, é meu melhor parceiro de viagem. Essa viagem para Mala Mala foi sensacional. Estávamos bem no comecinho do namoro e partimos para assistir aos jogos da Copa de 2010 na África do Sul e aproveitamos para visitar o Kruger Park. Foi uma experiência para guardar para o resto da vida. Vimos de perto todos aqueles animais selvagens. Conhecemos pessoas fantásticas com referências culturais completamente diferentes das nossas. Nos divertimos e aprendemos muito.

 

Que tipo de mala você é? Por Pedro Neschling e Vitória Frate | O Bom de Viajar

 

 

Que tipo de mala você é? Por Pedro Neschling e Vitória Frate | O Bom de Viajar

Bomde: Parece que as viagens sempre foram significativas na história de vida de vocês. Foi durante uma pausa na carreira, numa Eurotrip (Suíça, Espanha, França e Alemanha), que nasceram os projetos como ilustradora e artista plástica da Vitória. Além das viagens, o que mais traz inspiração para a vida criativa de vocês?  

  

VF: De tudo um pouco. A inspiração vem dos detalhes, das coisas pequenas. O barato é que quando se está viajando você fica mais aberto para essas sutilezas que muitas vezes, na sua própria cidade, pela força do hábito, ou pela correria do dia a dia, acabam passando batidas. Vira e mexe tento resgatar esse olhar. Muito da inspiração vem daí. Já o Pedro é mais cerebral. A inspiração dele vem de notícias, de conversas, da observação mais objetiva da vida.

 

 

Bomde: Durante as viagens, quem é o “colecionador de souvenir”? Vocês curtem a ideia de trazer objetos de viagem pra decoração da casa?

 

VF: Ninguém! Viajamos leve. Nessa viagem de que falamos, em que passamos 3 meses na Europa, voltamos para casa com a certeza de que queríamos mudar nosso estilo de vida. Passamos meses morando em apartamentos de no máximo 50 m² e tendo apenas uma mala de roupas. Quando voltamos para o Brasil e olhamos nossa vida, tomamos um susto. Aquilo era um exagero. Tínhamos uma estrutura de vida imensa, um apartamento muito maior do que precisávamos, dois carros, roupas, cacarecos, um monte de coisas que davam muito mais trabalho do que prazer.

 

Aprendemos que o nosso tempo era muito mais valioso que as nossas coisas. Mas estávamos gastando o tempo para cuidar das coisas. Então tomamos coragem e começamos a mudar tudo. Eu troquei de profissão, decidimos mudar de casa, demos 90% do que tínhamos, vendi meu carro e nos mudamos para um apartamento com um quinto do tamanho do anterior, onde só há espaço para guardar aquilo que for absolutamente essencial e estiver em uso. Não está em uso? Vai para outra pessoa. Parece radical. Dá um certo trabalho se readaptar. Mas a liberdade que isso gera não tem preço. Hoje temos uma vida muito mais fácil, barata e leve. E mais liberdade para arriscar. O nosso souvenir foi essa revolução. Mas trazemos sempre muitas referências para a decoração da casa das viagens, é a nossa forma de colecionar. Colecionamos ideias. Muito do estilo da nossa casa, vem das viagens que fazemos.

 

 

 

Hoje temos uma vida muito mais fácil, barata e leve. E mais liberdade para arriscar. O nosso souvenir foi essa revolução.

– Vitória

 

 

 

Bomde: Vocês se consideram “almas nômades”? Como encaram a busca pela liberdade e felicidade no dia a dia de vocês?

 

VF: Encaramos liberdade como capacidade de se manter aberto. De estar pronto para encarar e ser feliz com o novo, com as transformações da vida. A vida muda o tempo todo, a gente muda. Ficar apegado a alguma coisa que já passou gera muito sofrimento, além de fechar portas para novas alegrias que talvez sequer tivessem sido imaginadas.  Nesse sentido sim, somos espíritos nômades. Mas, por outro lado, também adoramos voltar para casa.

 

 

 

Que tipo de mala você é? Por Pedro Neschling e Vitória Frate | O Bom de Viajar

Bomde: Atores, escritor, ilustradora… Ainda sobra tempo para novos projetos? Existe algum plano de lançarem algum projeto juntos?

 

VF: Estamos sempre criando novos trabalhos. Vivemos disso. Ter tempo sobrando é o que nos deixa mais angustiados. De certa forma, todos os nossos projetos são feitos pelos dois. Pedro me ajuda muito e vice versa. Mas é importante manter uma separação. Ele tem o trabalho dele, eu o meu. Mas é claro que a coisa se mistura. Ele agora está trabalhando ativamente na montagem da minha próxima exposição, ele me ajuda com a divulgação, com os prazos e com a curadoria. Eu, por outro lado, sou sempre a primeira leitora dos textos dele, reviso, dou pitaco. A gente se admira e gosta de participar da vida um do outro, mas sempre com muito respeito.

 

 

Bomde: E pra finalizar, o que é O Bom de Viajar pra vocês?

 

VF: O Bom de Viajar é descobrir novos universos e se descobrir dentro deles. É se permitir viver e aproveitar situações que te tirem de lugares conhecidos e façam com que o seu mundo se expanda.

 

 

Pedro no Hotel Marina Palace Rio Leblon | O Bom de Viajar
Pedro no Hotel Marina Palace Rio Leblon

 

Vitória no Hotel Marina Palace Rio Leblon | O Bom de Viajar
Vitória no Hotel Marina Palace Rio Leblon

 

Alguém mais ficou com gostinho de quero mais? Esses dois são demais! <3 Que todas as viagens sejam transformadoras e felizes como esta.

 

E pra quem virou fã da Vitória, assim como a gente, e quer acompanhar bem de pertinho o seu trabalho como ilustradora e artista plástica, tem um site fofo e com todas as infos sobre os projetos dela lá. 😉  

 

Até a próxima!