24.02.17 | Escrito por: O Bom de Viajar

De Carona com o Bomde – Miami e Key West

Uma trip de carro pelo sul da Flórida, nos EUA

Miami é, com certeza, um daqueles destinos do jetset internacional que faz parte do roteiro da gente, nem que seja numa passadinha rápida, em algum momento da vida. Com um clima super agradável, visuais incríveis e uma mistura de culturas e estilos com fortes influências latinas, a cidade vai muito além do título de paraíso americano das compras. Miami é hoje um dos redutos de arte, negócios, turismo e gastronomia mais bacana dos Estados Unidos.

 

E é claro que o Bomde foi dar uma passeada por lá. \o/ Dessa vez, pegamos carona com a Surian, que faz parte da equipe editorial aqui do blog, por um roteiro de 6 dias no Sul da Flórida, passando por Miami, Miami Beach e Key West.

 

Vem com a gente conferir algumas dicas pra curtir ao máximo o Sunshine State. 😉

Vista aérea de Miami. Praia e prédios ao fundo.

6 dias pelo sul da Flórida, passando por Miami, Miami Beach e Key West: visuais incríveis e muita história pra contar

 

 

 

A escolha de Miami para essa viagem de férias, feita em novembro de 2016 pela Surian, o namorado dela e um casal de amigos, foi parte de um roteiro mais longo, que incluiu Miami (4 dias), Key West (2 dias) e Orlando (11 dias) – mas esse último a gente conta num próximo post.

 

Os meninos já conheciam Miami, mas as meninas ainda não. E Key West seria a cereja do bolo, já que nenhum deles tinha ido até lá ainda. Como o destino final seria Orlando, a escolha deles foi chegar e sair pelo aeroporto de Orlando mesmo.

 

DICA: quem opta por visitar Orlando e Miami numa mesma trip pode ter a vida facilitada se fizer Miami no início, pois Orlando é um destino melhor pra compras, então, é mais fácil deixar ele pro final, pra não ter que ficar carregando um monte de bagagens a viagem toda.

 

Fala, Surian!

 

 

 

→ Dia 1 | De Orlando pra Miami

 

 

Bandeira do O Bom de Viajar ao lado da piscina do hotel.

O primeiro dia foi pra desembarcar no aeroporto de Orlando (já no final da manhã), pegar o carro alugado (no aeroporto mesmo) e já colocar o pé na estrada em direção a Miami. A viagem dura umas 4h de carro (236 milhas ou 380 km).

 

Como o trajeto escolhido foi pela Florida Turnpike, que vai pelo interior, não tinha muito o que ser visto além de vegetação e postos de gasolina. O caminho tem estradas ótimas e é super tranquilo.

 

A chegada em Miami foi no final do dia e como o hotel, reservado aqui do Brasil, ficava em Miami Beach, nossa parada foi direto lá mesmo, pra descansar e recarregar as energias.

 

DICA: vale saber que MiamiMiami Beach são duas cidades diferentes. Miami é uma cidade costeira e Miami Beach é a baía (ilha) do lado direito de Miami. Miami Beach é mais turística, e fica ligada a Miami por uma série de pontes.

 

 

 

→ Dia 2 | Miami Beach e Downtown Miami

 

No primeiro dia de viagem, de fato, a escolha foi fazer o passeio com um ônibus de turismo por Miami e Miami Beach, o Big Bus, indicado pela concierge do nosso hotel.

 

O ônibus tem 3 linhas diferentes (loops), divididas por cores, e o ideal é pegar o ticket de 2 dias, pra dar tempo de fazer o tour completo. O legal é que cada linha tem várias paradas e você pode subir e descer do ônibus sempre que quiser. Então, se gostar mais de um lugar ou outro, pode ficar um tempo lá e depois pegar o ônibus de novo (que passa de meia em meia hora) pra continuar a rota.

 

O primeiro tour escolhido foi o de Miami Beach (Beach Loop), que passa pelos principais pontos da cidade: Holocaust Memorial, Distrito de Art Deco, Ocean Drive South Beach. Saímos de manhã do hotel e fomos direto pra ele. O bus tem um guia que vai explicando a história dos locais e tem áudio em versão português.

 

Aproveitamos pra descer na parada mais próxima da Lincoln Road pra almoçar, caminhar e ver as lojas. A Lincoln é uma das principais ruas de Miami Beach, mas sem trânsito de carros, o que faz dela um shopping a céu aberto. Ali dá pra encontrar várias lojas como Apple Store, Sephora, Victoria’s Secret e H&M, além de muitos restaurantes e galerias de arte.

 

No meio da tarde, embarcamos no ônibus de volta e começamos o City Loop, que inicia em Downtown Miami e passa por lugares legais como Vizcaya Museum, Coconut Grove, Biltmore Hotel, Venetian Pool, Coral Gables Little Havana  o bairro cubano de Miami.

 

 

Do alto do bus
Do alto do bus

 

Hotel Biltmore - Coral Gables
Hotel Biltmore

 

 

Venetian Pool
Venetian Pool

 

 

No final do loop, paramos no ponto central, que fica no Bayside Marketplace. O Bayside é um shopping ao ar livre, que reúne muita coisa legal, a começar pela localização: fica de frente pra baía Biscayne Bay e tem um visual incrível, principalmente ao entardecer.

 

O ritmo de lá é super latino: música ao vivo, restaurantes com gastronomia cubana, diversas lojas e algumas coisas bem baratas (apesar de não ser um outlet). Escolhemos ficar lá pra jantar, no Hard Rock Cafe Miami, e sentamos na varanda, ao ar livre. Uma ótima pedida pro fim de tarde!

 

DICA: durante o dia, diversas empresas oferecem passeios de barco e lancha saindo do píer do Bayside Marketplace. Esses passeios levam para ilhas privativas cheias de mansões nos arredores da baía. Não tivemos tempo de fazer, mas parece ser bem legal. Os tickets pra cada passeio pode ser comprado ali mesmo, no local, e eles duram cerca de uma hora e meia.

 

Depois de jantar, voltamos pro hotel de Uber, porque nessa época do ano, a última linha do Big Bus passa às 17h. É importante ficar atento aos horários.

 

 

 

→ Dia 3 | Uptown Miami e Wynwood

 

Mesmo sendo fim do outono, as temperaturas em Miami estavam super agradáveis, variando entre 23º e 29º C. Calor o suficiente pra já ver muitos americanos dos estados mais gelados fugindo do frio e vindo curtir o clima quase tropical do Sul da Flórida, que mesmo no inverno, dificilmente registra menos de 12º C.

 

Acordamos e aproveitamos a praia e a estrutura do hotel. Toda a extensão da orla de Miami Beach é muito bonita, mesmo mais ao Norte da ilha (North Beach), onde ficamos hospedados, que tem uma praia mais tranquila. As famosas casinhas dos Guarda-Vidas são super bonitinhas e coloridas e rendem ótimos cliques.

 

 

Vista do hotel
Vista do hotel

 

As meninas segurando a bandeira do Bomde em North Beach.
Em North Beach com o Bomde \o/
Vista da praia em North Beach
Vista da praia em North Beach

 

As casinhas dos Guarda-Vidas
As casinhas dos Guarda-Vidas

 

 

Almoçamos e fomos para o último tour do Red Bus: o Uptown Loop, que passa pela American Airlines Arena, Jungle Island, Wynwood, Liberty City – antigo bairro negro de Miami.

 

 

Bairro dedicado ao grafite e murais ao ar livre.
Bairro dedicado ao grafite e murais ao ar livre

Aqui, o destaque fica para o incrível Wynwood, que, pra mim, foi um dos lugares mais bacanas de toda a viagem. O distrito de arte urbana é um bairro de Miami dedicado ao grafite e aos murais ao ar livre. É uma antiga região com várias fábricas e armazéns abandonados que se tornaram galerias de arte, bares e cafés repletos de muita cor. O destaque é o Wynwood Walls, que reúne mais de 40 paredes pintadas por artistas consagrados ao redor do mundo como Shepard Fairey, Invader e os brasileiros Os Gêmeos.

 

Vale muito descer em Wynwood e caminhar pelas ruas e murais. Prepare-se para tirar MUITAS fotos e dê preferência por chegar lá ainda durante o dia, pra apreciar tudo com uma boa luz. À noite, o distrito tem um estilo mais undergound, com artistas, festas nos terraços e bares.

 

 

 

 

DICA: no segundo sábado de cada mês rola o Wynwood Art Walk, uma caminhada guiada pelos murais e galerias. Este dia costuma lotar o bairro, então, a dica é chegar cedo e depois aproveitar os food trucks, que ficam espalhados por lá.

 

À noite, aproveitamos pra ir até o Aventura Mall, considerado um dos melhores shoppings da região pra compras. Ele também não é um outlet, mas tem lojas bacanas e com preços convidativos. Fica em Aventura, ao Norte de Miami Beach, então é pertinho para ir de carro, Uber ou até mesmo ônibus.

 

 

 

→ Dia 4 | South Beach e Ocean Drive

 

Todo mundo já ouviu falar na famosa Ocean Drive de Miami Beach. Então, nosso destino no quarto dia de viagem foi ela. Parada obrigatória para qualquer turista que visita a ilha, essa avenida é um ícone da cidade, que resume todo o clima de festa de Miami Beach.

 

A Ocean Drive fica no sul da cidade, de frente para o mar, e tem muuuitos restaurantes, lojas, hotéis, bares e baladas com arquitetura característica dos anos 20, que formam o Art Deco District.

 

Durante o dia, todos os bares e restaurantes têm mesinhas na rua e oferecem drinks g-i-g-a-n-t-e-s em dose dupla, além de uma gastronomia bem variada. São lugares agradáveis, pra um almoço sem pressa. À noite, a Ocean Drive ferve, literalmente. A avenida é o coração de Miami Beach e pulsa ao som de músicas latinas, bares lotados e muita agitação.

 

 

Saída dos navios de cruzeiro do porto.
Saída dos navios de cruzeiro rumo ao Caribe

 

Pôr do sol no pier.
Pôr do sol no pier

 

Vista para o skyline de South Beach
Vista para o skyline de South Beach
No distrito de Art Deco
No distrito de Art Deco

 

Horizonte visto do South Pointe Pier
Vista do pier para o mar

 

Saíamos da Ocean Drive no finalzinho da tarde e fomos pro South Pointe Pier, no extremo sul de Miami Beach, pra curtir o pôr do sol. O píer foi reformado e agora faz parte de um parque bem recente, inaugurado em 2014, que é um amor. Muitos moradores locais frequentam essa região. A estrela do parque é o píer, de onde se tem uma vista sensacional pro skyline de South Beach (o SoBe), pro mar e pra saída dos navios de cruzeiro do porto de Miami rumo ao Caribe. Não precisa dizer mais nada, né?

 

DICA: chegue no finalzinho da tarde pra dar tempo de ver o pôr do sol. A vista de lá é linda!

 

 

 

→ Dia 5 | De Miami para Key West

 

 

Mar azul esverdeado dá título de Caribe americano a Key West.
O trajeto pela Overseas Highway

 

Influências cubanas pelas ruas de Key West.
Influências cubanas pelas ruas de Key West

Acordamos, tomamos um café e seguimos rumo a Key West. São 266 km ou 165 milhas de distância, mas como o limite de velocidade é reduzido na Us-1, a Overseas Highway, são cerca de 4h de carro de Miami até lá.

 

O caminho e a estrada já são lindos. A viagem de carro de Miami até Key West é considerada uma das viagens mais bonitas do mundo. Key West é a maior ilha e mais ao sul de um conjunto de várias pequenas ilhas (que mais parecem cenário de filme) chamado de Florida Keys. A estrada que percorre esse caminho fica literalmente sobre o mar, ligando uma ilha a outra.

 

O mar é esverdeado e a região é conhecida como o Caribe americano. Por falar em caribe, Key West, a “Home of the Sunset”, é o ponto mais ao Sul de todo os EUA. Fica apenas a 90  km de Cuba e tem uma forte herança cultural do país vizinho.

 

DICA: as Ilhas Keys estão em área sujeita a furacões, então se programe para evitar a região na época crítica, que vai de agosto a outubro.

 

Chegamos em Key West na hora do almoço, mas já pensando no famoso pôr do sol. Fizemos o check-in no hotel e seguimos pro centro da cidade, onde fica a principal avenida de Key West, a Duval Street. É lá que a vida da ilha acontece, com um jeitinho bem informal, uma aura boêmia e ares de lugar onde a vida passa mais devagar.

 

Caminhamos, vimos lojinhas, muitas galerias de arte e paramos pra almoçar em um dos simpáticos restaurantes da Duval Street. A arquitetura da cidade é um amor. A maioria das construções data entre 1886 e 1912, mas é tudo extremamente bem conservado.

 

DICA: se você tiver mais tempo em Key West (que certamente é um destino pra mais de um dia) aproveite para conhecer a ilha de bicicleta. O visual é encantador e dá pra curtir bem mais o local. Outra dica é pegar o Tour Train, um trenzinho turístico que passa pelos principais pontos da cidade.

 

 

Barco navegando sobre o mar de Key West.
Vida tranquila em Key West

 

Ruas de Key West
Ruas de Key West
Caminhada pela charmosa Duval Street.
Duval Street

 

Início do pôr do sol
Início do pôr do sol

 

 

Torta de limão da Key Lime Pie Co.
Torta de limão

Depois do almoço, fomos até a Key Lime Pie Co., experimentar a tão falada torta de limão de Key West – que é mesmo uma delícia. A torta é tradição por lá e essa loja, em especial, já participou de um episódio da série O Sócio (The Profit), que passa aqui no Brasil.

 

O lugar é bem pequenininho, mas tem uma loja de doces e a fábrica da torta, então é possível assistir o pessoal preparando a guloseima ali mesmo.

 

 

Próximo do fim do dia, fomos pra Mallory Square, pra garantir um bom lugar para assistir ao famoso pôr do sol de Key West – o Sunset Celebration. É l-i-n-d-o e daqueles programas que tem que fazer uma vez na vida! Por chegar cedo, deu tempo de conseguir um lugar ótimo em um bistrô de um hotel que fica no melhor ponto da praça, o Bistro 245. O ideal é chegar, no mínimo, uma hora e meia antes pra ficar bem posicionado. 🙂 Pra ficar no Bistrô, você precisa consumir algo ali (bebida ou comida), mas não há um mínimo indicado. Vale pedir um petisco e um bom drink e ficar apreciando o espetáculo da natureza.

 

 

Surian segurando bandeira do Bomde na Mallory Square.
Bomde na Mallory Square
Bistro 245 na Mallory Square durante pôr do sol.
Bistro 245
Bomde na Mallory Square

→ Dia 6 | De Key West para Orlando

 

 

Pilotar o Jet Ski fica por conta de quem passeia
Pilotar o Jet Ski fica por conta de quem passeia

 

Grupo durante o passeio
Grupo durante o passeio

Nosso último dia de roteiro no Sul da Flórida foi ainda em Key West. Acordamos e fomos direto para um píer, que ficava no fundo do nosso hotel, onde uma empresa oferecia diversos passeios, entre eles a volta de Jet Ski ao redor da ilha. Quem pilota o Jet Ski são as próprias pessoas que participam do passeio, e essa é a parte mais legal.

 

Um guia passa as instruções iniciais e vai na frente do grupo, geralmente formado por mais 8 ou 10 Jet Ski’s. No final do grupo, mais um guia acompanha pra que tudo aconteça bem e em segurança.

 

O passeio dura cerca de 1h30min e tem 3 paradas, em pontos diferentes. Em um deles, é possível descer em um banco de areia no meio do mar e dar um mergulho. <3 É demais e vale muito a experiência.

 

DICA: esse é só um dos diversos passeios com mais ou menos adrenalina que você pode fazer na ilha. Escolha o que mais combina com você, porque a paisagem lá é linda e vale o investimento.

 

Do check-out do hotel, voltamos pro carro e seguimos viagem rumo a Orlando. Foi uma longa jornada de mais ou menos 8h de viagem até a terra do Mickey. Mas com certeza, cada minuto dessa trip valeu a pena!