02.10.17 | Escrito por: O Bom de Viajar

Destinos para curtir os dias mais longos

Dicas pra aproveitar o melhor dos dias de sol e do horário de verão

Atualizado em 01/11/18

 

Horário de verão é tão bom, mas tão bom, que deveria durar o ano todo. Como isso não é possível, a ordem por aqui é uma só: aproveitar enquanto o sol brilha até mais tarde.

 

Que alegria sair do escritório e ainda conseguir curtir o dia. Dá pra correr, caminhar (e praticar vários outros esportes ao ar livre), fazer um happy hour com uma vista incrível ou só passear livre por aí. Durante o horário de verão no Brasil, o clima é de fim de semana sempre!

 

E para quem já quer aproveitar desde já, selecionamos alguns destinos brasileiros cheio de opções de lazer para essa época do ano.

 

Partiu!

 

 

 

 

Essa é pra você desfrutar pra valer o horário de verão pelo Brasil enquanto o sol raiar, até o inverno chegar

 

 

Não tem como negar: os dias mais longos são mais felizes, né? 😉

 

E pra começar logo a sua programação, seja nas férias ou naquela esticadinha pós trabalho, vem conferir as dicas para curtir o melhor do horário de verão com a gente.

 

 

 

Rolês para aproveitar o Horário de verão

 

 

O que fazer em São Paulo

 

 

Sampa é legal em todas as estações. Oh lugar bacana! Mas como o foco aqui são dias mais longos, vamos ao roteiro vespertino.

 

O Mirante 9 de Julho, podemos dizer que no coração da cidade, ao lado do MASP, é misto cultural. Ali tem exposições de arte, festas, feiras, gastronomia, oficinas, espaço coworking e até cinema. Quer lugar mais completo e a cara dos dias mais quentes? 

 

O Ibirapuera você certamente já conhece, certo? Tudo bem e claro que não tem problema ir pra lá quantas vezes quiser. Mas para dar uma variada no seu passeio, que tal visitar o Parque Burle Marx? O parque tem lindos jardins, cerca de 80 espécies de aves e rola até fazer uma trilha por lá. É lindo e vale a pena pra sair da rotina!

 

 

 

@mirante9dejulho
@mirante9dejulho

 

@bancatatui
@bancatatui
Parque Burle Marx
Parque Burle Marx

 

Parque do Carmo (Foto: Flickr @makoto-suzuki)

 

 

 

Pico do Jaraguá (Foto: Flickr @rvcroffi)

Pra quem estiver na Zona Leste da cidade, o Parque do Carmo é ótima opção para lazer ao ar livre. Tem ciclovia, pista de corrida, bosque de leitura, churrasqueiras, gramado lindo pra piquenique.

 

Ah, e quem disse que SP não tem ar puro e vista de tirar o fôlego? O Pico do Jaraguá é o ponto mais alto da cidade, com 1.135m de altura e uma vista de 55 km de alcance. Pra quem tem disposição, pode chegar lá através de trilhas. Ou, quem preferir, pode chegar ao topo de carro pela Estrada Turística do Jaraguá. Quer verde em SP? Tem mais opções aqui.

 

Fim do dia e páh! Quero comprar um livro. Fãs de zines, publicações independentes e descolados de plantão devem dar uma passada na Banca Tatuí. A banca é um ponto de encontro pra quem gosta de literatura alternativa, além de promover eventos e feiras bem legais.

 

E pra quem não pensa em diversão sem comida na mão, a dica são os espaços Calçadão Urbanóide e Vila Butantan, com pegada food truck.

 

Vai passar por Sampa durante os dias mais longos do horário de verão? Ótimo! Já confere as melhores opções de hotéis na cidade.

 

 

 

 

 

 

O que fazer  no Rio de Janeiro

 

 

O Rio tem clima de verão praticamente o ano todo e, por isso, por lá não faltam opções de lazer para os dias de mais sol. Que felicidade!

 

Um desses lugares bacanas é o Instituto Moreira Salles, na Gávea. Um espaço cultural com mostras de artes, fotografia, música, cinema e literatura. Se você resolver ficar de boa no Empório Jardim, mistura de padaria e bistrô (d-e-l-i-c-i-o-s-o), de frente pro belo jardim cheinho de referências modernistas, certamente será um ótimo programa de fim de tarde.

 

Outro lugar que vale muito a visita nessa época do ano é o Parque da Catacumba, uma reserva ecológica, às margens da Lagoa Rodrigo de Freitas. São jardins, esculturas, trilhas e espaços pra prática de esportes e descanso.

 

 

Instituto Moreira Salles
Instituto Moreira Salles

 

Parque da Catacumba. Por: @rafaelprata

 

 

 

Também na mesma linha geração saúde, uma caminhada ou corrida pela Pista Cláudio Coutinho, que fica na costa do Pão de Açúcar e da Praia Vermelha, pode ser incrível. Brisa no rosto e visual lindo é sempre bem-vindo.

 

Pedra do Arpoador por @arpoador.rio

 

Praia do Leme (Foto: Flickr @pedrolacerda2009)

A Pedra do Arpoador, conhecido pelos íntimos como Arpex, é um lugar para contemplar o pôr do sol. Chegando ao topo, você se depara com um cenário incrível: a faixa de areia que vai do Arpoador ao Leblon, passando por Ipanema, e, ao fundo, o Morro Dois Irmãos e a Pedra da Gávea. No verão, época do ano que o sol se põe sobre o mar, proporciona um verdadeiro espetáculo. Reza a tradição que cariocas e turistas se reúnem no local para aplaudir o fenômeno. Não é mito!

 

O Leme também tem várias possibilidades pra quem gosta de aproveitar os dias mais longos praticando esportes na praia. A extensa faixa de areia e os poucos frequentadores, em comparação com outras da Zona Sul, favorece a prática de esportes no local.

 

O Caminho dos Pescadores, bem na ponta do Leme, é mais um desses lugares bacanas no Rio para apreciar a vista e curtir o espetáculo do pôr do sol acompanhado por uma água de coco geladinha. É no início do Caminho que, desde 2016, fica a bela estátua da escritora Clarice Lispector e seu cão, Ulisses.

 

 

Pensou que não ia ter dica de boteco no Rio? Vai ter sim! Como não estar na Cidade Maravilhosa e não tomar o bom e velho caldinho de feijão? Nesse quesito, o botequim Chico e Alaíde, no Leblon, é especialista. Petiscos de primeira, cervejinha gelada e todo clima de boteco carioca. Quer mais? Vem, que tem!

 

 

Pista Cláudio Coutinho. Por: Flickr juliana_lop
Pista Cláudio Coutinho. Por: Flickr juliana_lop
Chico e Alaíde. Por: @rasakai
Chico e Alaíde. Por: @rasakai

 

 

 

Pra galera do skate, uma das pistas com visual de tirar o fôlego é a da Praça do Ó, em frente à praia na Barra da Tijuca.

 

Outra dica para curtir o horário do verão é visitar a Feira do Rio Antigo que rola sempre no primeiro sábado do mês no Centro Histórico. Passeio perfeito para dias quentes e com o DNA bem carioca.

 

Tardes na Mureta da Urca com cerveja + bolinho de bacalhau é um programa disputado, porém, muito gostoso de fazer e deve colocar na lista. É lindo de admirar o Cristo Redentor, os barquinhos e aproveitar a brisa leve desse bairro aconchegante!

 

 

 

.

Feira do Rio Antigo Por: @retrozinha_
Feira do Rio Antigo Por: @retrozinha_
Pedra do Sal por @gabrielpangartte
Pedra do Sal por @gabrielpangartte

 

Praça Mauá
Praça Mauá

 

 

 

Pra continuar no clima da estação e da Cidade Maravilhosa, nada como curtir uma das melhores rodas de samba no fim de tarde. Onde? Pedra do Sal, também no Centro. A roda de samba já virou tradição e é um programa super legal.

 

Pertinho da Pedra do Sal e ótima pra curtir um belo pôr do sol com bate-papo descontraído está a nova queridinha dos cariocas, a Praça Mauá, na zona Portuária. O lugar tem várias construções importantes no entorno, como o Museu de Arte do Rio, o Mural Etnias e o Museu do Amanhã. Tá lindo de ver!

 

Um sambinha ao vivo, ao ar livre ou não, sempre é bem bom! E nesse clima, vale seguir a agenda das garotax do Samba Que Elas Querem. E para fechar a roda ou rota, já inclui na lista os bares Mirante do Arvrão  e o Bar Da Laje. Ambos no Vidigal, com vista UAU!  😀

 

Hotéis incríveis para você aproveitar o melhor da Cidade Maravilhosa? É só clicar aqui!

 

 

 

 

 

 

O que fazer em Belo Horizonte

 

 

Pode colocar BH na sua rota do horário de verão, sim senhor. Tem natureza, botecos, feirinhas e mirantes que vão muito além do já conhecido Complexo da Pampulha.

 

O Parque das Mangabeiras é um daqueles lugares que você pode tanto só dar uma caminhada curtindo a natureza e os jardins incríveis assinados por Burle Marx, quanto aproveitar pra praticar esportes. Além da mata nativa, o parque tem quiosques, quadras poliesportivas e espaços para crianças.

 

E pra quem quer ficar bem pertinho do parque, a dica de hospedagem é o hotel Tulip Inn Belo Horizonte.

 

Pra quem gosta de visual de tirar o fôlego, a capital mineira oferece vários mirantes para apreciar a cidade do alto.

 

Dentro do Parque das Mangabeiras fica o Mirante da Mata. Dali é possível ver o parque e a Serra do Curral.

 

Outra opção é o Mirante do Mangabeiras. Considerado área de preservação ambiental, o mirante tem dois decks de madeira com vista panorâmica incrível de BH.

.

.

.

Parque das Mangabeiras. Por: Flickr Portal PBH
Parque das Mangabeiras. Por: Flickr Portal PBH
Hotel Tulip Inn Belo Horizonte
Hotel Tulip Inn Belo Horizonte
Mirante Parque das Mangabeiras. Por: Flickr Portal PBH
Mirante Parque das Mangabeiras. Por: Flickr Portal PBH

 

 

Praça do Papa (Flickr @antoniothomas)

A Praça do Papa não é bem um mirante, mas vale por um. Recebeu esse nome após a visita do Papa João Paulo II, nos anos 80, que fez uma declaração de deslumbre no local – “Que belo horizonte!” – comentou o pontífice. Cercada pela Serra do Curral, é uma das vistas mais lindas das bandas de BH. Aqui tá liberada selfie com pôr do sol UAU, gente!

 

Tá no clima de happy hour com a galera? A capital mundial dos botecos não vai te deixar na mão.

 

Vai dizer que as feiras livres não são a cara do horário de verão? O sol chama pra rua, e se estamos nas ruas, lá estão elas pra salvar o passeio. A Feira Tom Jobim é uma das opções aos sábados, no bairro Santa Efigênia. E aos domingos, a tradicional Feira Hippie de BH é a dica de passeio no centro da cidade.

 

Das paisagens urbanas, não deixe de apreciar a Escadaria da Rua Sapucaí / Túnel Praça da Estação, que fica no bairro Floresta. Ambiente colorido, frases super inspiradoras nas paredes e o chão que é um imenso tabuleiro para brincadeiras tornam esse cantinho bem especial. 😀

 

 

 

 

 

 

Feira Tom Jobim. Por: Flickr Antonio Thomás
Feira Tom Jobim. Por: Flickr Antonio Thomás
Por: @tuktour
Por: @tuktour

 

Protótipo Bar
Protótipo Bar
Praça do Papa. Por: Flickr Portal PBH
Praça do Papa. Por: Flickr Portal PBH

 

 

 

O que fazer em Porto Alegre

 

 

Usina do Gasômetro

Com foco na vista e no pôr do sol, dois bares vão fazer você curtir os melhores happy hours no fim do dia pela capital gaúcha. O Complex Skatepark é um deles. Além da vista incrível, o lugar ainda tem uma pista de skate, pra quem quiser dar um rolê entre um petisco e outro, num ambiente super astral. Também vale colocar na lista os bares Armazém Porto Alegre e Justo 741, ambos no Centro Histórico.

 

Na trilha da arte urbana, um projeto pode ser sua companhia nos passeios pelo centro da cidade, é o Mosaico Intervenção. A artística plástica Silvia Marcon resolveu colorir espaços públicos com mosaicos lindos. Basta caminhar um pouco pelo Centro Histórico que lá estão as belas Monalisas esperando para uma bela foto. 😀

 

Pra facilitar e ficar bem localizado por lá, nossa dica de hospedagem é o Tulip Inn Porto Alegre, no coração do Centro.

 

Parada obrigatória dos adoradores do sol é a Orla do Guaíba, recentemente revitalizada (e linda!) pertinho do centro cultural Usina do Gasômetro. E aos finais de semana, vale a pena dar uma passada e curtir todos os movimentos da Av. Edvaldo Pereira Paiva ou apenas Av. Beira-Rio. Um trecho dela é fechada para que pedestres, ciclistas e frequentadores possam usufruir do espaço para lazer.

 

 

 

@complexskatepark, Justo 741 e Mosaico Intervenção Urbana

 

Tulip Inn Porto Alegre
Tulip Inn Porto Alegre

 

 

Piquenique, canga e chimarrão são programas da estação. Porto Alegre tem vários parques, então não vai ser difícil escolher um. A Praça do DMAE tem um jardim lindo e com certeza rende um belo passeio acompanhado por piquenique. O Parque Farroupilha ou Redenção, além dos jardins e gramados, tem parque de diversões, intervenções artísticas e várias lojinhas. Dá pra correr, andar de bike e caminhar à vontade.

 

 

Praça do DMAE
Praça do DMAE
Parque Farroupilha
Parque Farroupilha

 

 

 

 

 

 

 

Pronto!

 

Dicas na mão, agora é só aproveitar enquanto os dias mais longos reinarem absoluto no Hemisfério Sul.