30.07.18 | Escrito por: O Bom de Viajar

Novas regiões produtoras de vinho pelo Brasil

Um roteiro delicioso e diferenciado por vinícolas brasileiras

Combina com tudo, é perfeito no inverno e no verão, pode ser harmonizado com queijos, carnes e muito mais… é claro que estamos falando dele, do vinho! 🍷

 

Não é novidade que nós, aqui do Bomde, somos apreciadores da bebida dos deuses. Sejam os vinhos da Serra Gaúcha ou as opções do Vale do São Francisco, existem inúmeras variedades de vinhos brasileiros prontos para surpreender e conquistar seu paladar.

 

Mas sabia que, além dessas, existem diversas outras regiões muito promissoras na produção do vinho pelo Brasil? Então, se você é um apaixonado pela bebida, vem conferir nosso roteiro que é pra sommelier nenhum botar defeito. Saúde!

.!

 

 

Conheça as diferentes regiões que produzem vinhos e espumantes brasileiros incríveis em um roteiro cheio de sabor!

 

 

 

Descubra os vinhos brasileiros

Por: Ana Beatriz Miranda – Wine.com.br

 

 

Muita gente que é apaixonada por vinhos não se dá conta que produzimos aqui, no nosso país, rótulos de altíssimo nível. Se você ainda não tem o hábito de consumir rótulos nacionais, está na hora de provar a excelência dos nossos exemplares.

 

A viticultura da América Latina faz sucesso nos quatro cantos do planeta. E a produção nacional tem chamado cada vez mais atenção pela qualidade, encantando paladares de enófilos mundo afora.

 

Os produtores brasileiros têm investido em tecnologia vinícola a fim de elevar o nível da bebida, que, inclusive, passou a ganhar cada vez mais prêmios internacionais.

 

 

 

 


Campanha Gaúcha (RS)

 

 

A Serra Gaúcha já é uma opção tradicional para quem deseja degustar bons vinhos. Mas e da Campanha Gaúcha, você já ouviu falar? A região, que fica próxima à fronteira com o Uruguai, vem crescendo consideravelmente na produção de vinhos, sendo considerada um novo e importante polo no setor. E, é claro, conta com diversas vinícolas que devem estar no roteiro de quem não dispensa o enoturismo.

 

Vinícola Peruzzo: localizada em Bagé, sua origem é familiar. Os Peruzzo resolveram plantar suas primeiras videiras em 2003, com mudas importadas da Europa. Hoje, a vinícola atrai visitantes, que podem degustar os vinhos, visitar os vinhedos e também a cantina do local. Há também a possibilidade de agendar almoço ou jantar com comidas típicas da região.

 

Dom Pedrito: uma das mais conhecidas vinícolas da Campanha Gaúcha, a Dom Pedrito está localizada na cidade de mesmo nome, e oferece vinhos brasileiros com base em uvas Cabernet Sauvignon, Merlot, Pinotage, Malbec, Chardonnay e muito mais. A vinícola também tem uma produção própria de azeite de oliva. Vale incluir no seu roteiro, especialmente se você quiser levar pra casa excelentes opções de vinhos nacionais.

 

Vinícola Almadén: pertencente à Miolo Wine Group, a vinícola Almadén cultiva 23 variedades de uvas e abriga algumas das videiras mais antigas do país. Muita tradição, né? A proposta da Almadén é criar “vinhos descomplicados e fáceis de beber”. Localizada em Santana do Livramento, a vinícola ainda oferece uma visita guiada para quem quiser conhecer mais de seus vinhedos.

.!

Dicas da Wine.com.br

.!
.!

.!
Campos de Cima: qualidade é o principal foco dessa vinícola, localizada em Itaqui. A Campos de Cima extrai poucos vinhos, mas todos de alta qualidade – levando à autodefinição de vinícola boutique. É possível fazer visitas guiadas (individuais ou em grupos) com degustação de vinhos, e o local oferece também um curso de vinhos ministrado pelo enólogo da vinícola.

 

 

Vinícola Peruzzo. Foto: @destemperados
Vinícola Peruzzo. Foto: @destemperados
Vinícola Almaden. Foto: miolo.com.br
Vinícola Almaden. Foto: miolo.com.br
Vinícola Campos de Cima. Foto: @camposdecima
Vinícola Campos de Cima. Foto: @camposdecima

 

 

 

 

Serras do Sudeste (RS)

.!
.!
O potencial vitícola da região foi descoberto na década de 1970, mas a partir dos anos 2000 é que as Serras do Sudeste, no Rio Grande do Sul, passaram a chamar a atenção por seus excelentes vinhos. Atualmente, a região é apontada como uma zona muito promissora na produção de vinhos nacionais.

 

Casa Valduga: é uma das mais importantes e conhecidas vinícolas da região. Parte de seus hectares está localizado em Encruzilhada do Sul, onde são feitas pesquisas de novas variedades de vinho. A casa ainda oferece cursos e visitações (em Bento Gonçalves, também no Rio Grande do Sul).

.!

Dicas da Wine.com.br

.!
.!

.!

Lidio Carraro: localizada em Encruzilhada do Sul, a vinícola oferece diversos rótulos de vinhos premium que conquistam os apaixonados por vinho. A Lidio Carraro é reconhecida internacionalmente, sendo uma das marcas de vinhos brasileiros com maior presença em diferentes partes do mundo. Lá está localizada a Boutique Lidio Carraro, aberta à visitação, onde é possível degustar vinhos das categorias Top Premium e Premium.

.!

Dicas da Wine.com.br

.!
.!

 

 

Casa Valduga. Foto: @casavalduga
Casa Valduga. Foto: @casavalduga
Vinícola Lidio Carraro. Foto: @lidiocarraro
Vinícola Lidio Carraro. Foto: @lidiocarraro

 

 

 

Campos de Cima da Serra (RS)

.!
.!

Apesar da Serra Gaúcha ter grande notoriedade, a região de Campos de Cima da Serra vem se tornando cada vez mais popular nos últimos anos. As condições climáticas, antes consideradas um empecilho para o cultivo, hoje permitem uma maturação mais longa das uvas, dando origem a vinhos diferenciados e reconhecidos pela excelente qualidade.

 

Vinhos Sopra: localizada em Vacaria, a vinícola tem uma história de tradição familiar, que começou com a vinda de imigrantes italianos para o Brasil. A família Varaschin deu origem aos vinhos Sopra, que começaram com a Chardonnay, Merlot e Pinot Noir. Por lá é possível adquirir os rótulos de excelentes vinhos nacionais, como também fazer um tour pela vinícola.

 

Vinícola Fazenda Santa Rita: também em Vacaria, a vinícola oferece visitação com degustação de seus ótimos vinhos e espumantes. O diferencial fica por conta do charmoso trenzinho, criado especialmente para os passeios.

 

 

Vinhos Sopra. Foto: @vinhosopra
Vinhos Sopra. Foto: @vinhosopra
Vinicola Fazenda Santa Rita. Foto: vinicolafazendasantarita.com.br
Vinícola Fazenda Santa Rita. Foto: vinícolafazendasantarita.com.br

 

Planalto Catarinense (SC)

.!
.!

Região ideal para a produção dos chamados “vinhos de altitude” (devido às baixas temperaturas dos locais mais altos), o Planalto Catarinense vem se desenvolvendo como uma importante área de viticultura. A região tem investido nas uvas européias e na fabricação de vinhos nacionais de grande qualidade, com maturação mais gradual. São Joaquim é uma das cidades que mais se destaca, devido ao grande número de excelentes vinícolas.

 

Vinícola Suzin: localizada em São Joaquim, a vinícola foi fundada em 2001 e, atualmente, trabalha com a produção de cerca de 50 toneladas de uvas viníferas. Para os padrões industriais, trata-se de uma pequena produção, o que permite um manuseio diferenciado, que garante a qualidade e o sabor dos vinhos. Vale levar uma garrafa para apreciar em casa!

 

Abreu Garcia: a vinícola está situada em Campo Belo do Sul e é um nome reconhecido da enocultura local. Os enólogos recepcionam os visitantes, oferecendo também uma degustação de vinhos. Há também o Espaço Gourmet, cujos pratos harmonizam com vários rótulos disponíveis na Abreu Garcia. Experiência gastronômica completa!

 

Villa Francioni: uma das principais vinícolas do Planalto Catarinense, a Villa Francioni (localizada em São Joaquim) é referência não apenas pelos rótulos, mas pela estrutura enoturística. A vinícola conta com uma galeria de arte em suas dependências, além de possibilitar a visita guiada com degustação.

 

 

Vinícola Suzin. Foto: @vinicolasuzin
Vinícola Suzin. Foto: @vinicolasuzin
Villa Francioni. Foto: @francionivilla
Villa Francioni. Foto: @francionivilla

 

Vinhos paulistas (SP)

.!
.!

A região sudeste, até pouco tempo, não era conhecida pela qualidade de seus vinhos. Porém, nos últimos anos, esse status vem se alterando e as vinícolas da região estão investindo pesado para produzir vinhos nacionais de grande qualidade, seguindo o exemplo e buscando o prestígio de regiões consolidadas, como a Serra Gaúcha.

 

Vinícola Guaspari: localizada a 200 km da capital paulista, em Espírito Santo do Pinhal, a Vinícola Guaspari foi um dos pilares da mudança na qualidade dos vinhos paulistas. Há, inclusive, rótulos premiados em seu catálogo vinhos, utilizando a uva Syrah. Para conhecer a vinícola, não deixe de fazer a visita guiada, que inclui passeio pelo vinhedo, pelas indústria e, é claro, degustação de vinhos (acompanhados de pães e queijos artesanais).

 

Vinícola Góes: localizada em São Roque, a vinícola Góes é outro nome importante na viticultura paulista. O local oferece visitação guiada, onde o turista vai aprender sobre a história da vinícola, informações sobre a produção e envase dos vinhos e, por fim, uma degustação orientada (ideal para quem quer aprender mais sobre nuances, sabores e possibilidades de harmonização).

 

Mais alguns grandes produtores brasileiríssimos para você conhecer e seus vinhos imperdíveis:

.!

+ Dicas da Wine.com.br

.!

 

 

 

 

 

 

 

Democrático e saboroso, o vinho é um clássico que nunca sai de moda.
Agora é hora de botar o pé na estrada e conhecer (ainda mais!) possibilidades para apreciar uma boa taça. 🍷 Já escolheu o seu próximo destino?

 

Saúde!